twitter dedetização  
 
dedetizadora
ibaraki
dedetização
desratização
descupinização
desentupimento
pragas urbanas
contato
   
  Formiga
 

Hábitos Alimentares das Formigas

A dieta das formigas varia muito, mas a grande maioria é onívora, ou seja, podem se alimentar tanto de vegetais quanto animais ou mesmo de restos de alimentos humanos. No caso das carnívoras, os principais alvos são animais mortos e secreções de insetos vivos. Já no caso das herbívoras, seiva, néctar ou fungos.

O primeiro passo para uma boa alimentação é a procura de alimentos, chamada na ecologia de forrageamento. Este é o papel das operárias. Elas conseguem o alimento e armazenam em um órgão especializado chamado papo. Cabe também às operárias a distribuição (boca a boca) do alimento ao restante dos membros da colônia, através do comportamento de trofalaxia. Por vezes, o processo pode ocorrer de forma inversa, passando das larvas para as operárias. A ciência explica esse fato através do conhecimento de que algumas larvas possuem enzimas especiais que conseguem digerir o alimento quando sólido, enquanto que os outros membros da colônia só digerem alimentos líquidos. É comum também que formigas de diferentes idades tenham diferentes necessidades alimentares: larvas precisam de dieta rica em proteínas e adultos, rica em carboidratos.

Quem assistiu ao filme “Vida de inseto” (da Pixar, 1998) deve se lembrar da rainha do formigueiro. No filme, ela tem como animal de estimação um pequenino inseto verde: o pulgão. Ainda que de uma forma lúdica, o desenho traz à tona uma complexa interação ecológica existente entre os dois animais. As formigas carregam, protegem de inimigos naturais e auxiliam na alimentação não só pulgões, mas também cochonilhas e cigarrinhas. Em troca, obtém desses animais uma secreção adocicada e rica em aminoácidos: o honeydew. Assim, para ambos há um favorecimento da relação no que toca ao custo/benefício da mesma.

As formigas residenciais se alimentam basicamente de restos de alimentos humanos. Bolos, açúcares, cereais, entre outros, são pratos cheios para a chegada das visitantes. Com isso o homem acaba por afetar significativamente a oferta alimentação dessas formigas, que, por sua vez, entram em um processo de desequilíbrio ecológico, aumentando significativamente sua população e, consequentemente, originando o que o ser humano chama de praga.