twitter dedetização  
 
dedetizadora
ibaraki
dedetização
desratização
descupinização
desentupimento
pragas urbanas
contato
   
  Morcego
 

Doenças Associadas a Morcegos

Morcegos e a raiva

Morcegos, principalmente os morcegos vampiros são freqüentemente associados a surtos de transmissão do vírus da raiva. A raiva não é transmitida só por morcegos, mas também por outros mamíferos e, no Brasil, os principais vetores continuam a ser os cachorros e gatos de rua.

O vírus da raiva deve cair na corrente sanguínea e ser transportado até o sistema nervoso central, principal tecido afetado. Um dos locais de maior concentração do vírus é nas glândulas salivares, por isso que a mordida de um animal raivoso é tão preocupante. As chances de uma quantidade suficiente de vírus para causar infecção cair na corrente sanguínea do acidentado é alta.

Um mito comum é o de que os morcegos seriam imunes ao vírus da raiva. Isso não é verdade. Eles também são prejudicados pela doença, justamente por isso que, na realidade, poucos deles são reais portadores do vírus.

Outra idéia que não corresponde à realidade é de que apenas os morcegos hematófagos podem transmitir a raiva. Dado o habito alimentar desses animais, a chances de eles se contaminarem é maior, mas de fato, qualquer morcego, e outros animais silvestres, são potencialmente vetores de transmissão dessa doença.

A principal preocupação diante da raiva deve-se a dois fatores. Primeiro de essa poder ser uma doença letal para humanos e, segundo, por ser motivo de grandes prejuízos na pecuária.

Embora exista vacina para a raiva, sua administração não é rotineira para humanos, sendo mais comum o tratamento de casos de suspeita de contaminação. A política adotada visa vacinar principalmente cães e gatos, que são os principais transmissores da doença.

Histoplasmose

O acúmulo de fezes dos morcegos também são chamadas de guano, como nas aves. Por seu alto teor de nitrogênio podem ser empregas na fertilização do solo com fins agrícolas. Porém, o guano dos Chiroptera (assim como o de pombos e galinhas) também pode ser um bom local para crescimento do fungo histoplasma (Histoplasma capsulatum). Este forma esporos, que têm aparência de um pó branco, que se inalado, ocasiona a histoplasmose, uma doença sistêmica muito grave que pode levar à morte.